capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 02 de Novembro de 2018

Em Angola, o tema destacado hoje pelo “Jornal de Angola” é “Repatriamento coercivo é discutido com urgência”, tendo a Assembleia Nacional agendado para o dia 13 deste mês a discussão e aprovação, na generalidade, da proposta de Lei de Repatriamento Coercivo e Perda Alargada de Bens. A “ANGOP” informa que a “UNITA quer aprovação de lei que amnistia crimes económicos”.

Sobre Cabo Verde, o “Santiago Magazine” tem como manchete “Bastonária da Ordem dos Advogados contratada para assessorar o Governo” e “A Nação” refere que “CPN [Comissão Política Nacional] do PAICV ‘lamenta e repudia’ atitude de alguns deputados que viabilizaram proposta da maioria” no que respeita à regionalização.

“Oposição pede ao Presidente da República para formar governo” é o destaque de hoje do “Jornal Transparência” sobre São Tomé e Príncipe. “ADI denuncia xenofobia em STP e diz que Patrice Trovoada é o político mais rejeitado” faz manchete na “Téla Nón”.

O “CanalMoz” noticia “Dívidas no âmbito da visita de Filipe Nyusi a Inhambane: Empreiteiros exigem ao Governo o pagamento de catorze milhões de meticais” em relação a Moçambique. Já a “Folha de Maputo” menciona o tema “Governo animado pelos progressos no âmbito do projecto de LNG (Gás Natural Liquefeito)”.

“Camberra deve compensar Timor-Leste por ‘fraude’ no Mar de Timor” e “Ministério das Finanças timorense espera ter Portal da Transparência online na próxima semana” são duas das publicações do “Sapo Notícias” sobre Timor-Leste.

“O Democrata”, jornal da Guiné-Bissau, avança que a “China financia com 22 milhões de euros construção de porto de pesca em Bissau”. A Agência de Notícias da Guiné informa que a “GTAPE [Gabinete Técnico de Apoio ao Processo Eleitoral] denuncia tentativa de falsificação do cartão do eleitor”.

A página web institucional da Guiné Equatorial destaca as “Ordens de demissão de secretários de embaixada”, podendo ler-se que “as ordens datadas de 29 de outubro preveem a cessação de secretários de embaixadas da República da Guiné Equatorial na França, Espanha e Etiópia”.

“Bolsonaro lucra entre eleitores, mas abala relação com o Congresso ao escolher Moro” é a manchete da “Folha de S.Paulo” sobre o Brasil. O portal “G1” noticia que o juiz Sérgio Moro “vai assumir com amplos poderes um Ministério da Justiça fortalecido” e o “Estadão” também menciona o mesmo tema, acrescentando que “Bolsonaro diz que Moro terá ‘carta branca’ para comandar a Justiça”.

“Governo quer negociar com PSD habitação acessível e benefícios fiscais para senhorios”, refere hoje o “Público” sobre Portugal. Já o “Expresso” informa que o “Valor das pensões antecipadas caiu 10% em dez anos”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

Guiné-Bissau: Governo extingue feriados nacionais e é acusado de violar a lei e a história

O Governo guineense através do Decreto nº 1/2023 de 19 de Janeiro determinou que 23 de Janeiro, outrora dia dos…
Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

Moçambique: MONARUMO defende isenção do IVA para água e energia

O Movimento Nacional para Recuperação da Unidade Moçambicana (MONARUMO) comentou a recente diminuição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA),…
Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

Angola garante usar 77% de energia renovável até 2027

O chefe de Estado angolano, João Lourenço, assumiu o compromisso de o país usar 77% de energia renovável até 2027. …
Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

Cabo Verde: Turismo e privatizações financiam fundo contra pobreza extrema

O turismo e privatizações em Cabo Verde decidiram financiar o fundo MAIS, definido pelo Governo e criado com o objetivo…