capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 03 de dezembro de 2021

Sobre a Guiné Equatorial o “Sapo Notícias” partilha “Guiné Equatorial encerra fronteiras até 2 de janeiro por causa da Ómicron”. No site do PDGE pode ler-se “Mais de 98 empresas que operam na Guiné Equatorial não estão listadas no Estado”. 

“Governo timorense e WIPO [Organização Mundial da Propriedade Intelectual] assinam acordo sobre inovação e propriedade intelectual de Timor-Leste” e “ADTL [Associação de Deficientes de Timor-Leste]: ‘25 mil pessoas com deficiência sem acesso a educação’” são dois dos temas divulgados pela “Tatoli”, em Timor-Leste

Em Cabo Verde o “Expresso das Ilhas” noticia que a “Dívida pública deve ser vista como um travão ao desenvolvimento”. O “Presidente da República pede à comunidade internacional ‘resposta solidária’ às ‘necessidades reais’ do País”, segundo “A Semana”. 

O “Jornal de Angola” refere que o líder da UNITA “Isaías Samakuva pede coesão interna”. De acordo com o “Portal de Angola”, o “Presidente português recusou associar visita a Luanda às presidenciais em Angola”. 

O portal do Governo de Moçambique menciona que o “Presidente da República lança estratégia da Educação inclusiva 2020/2029”. A “Folha de Maputo” avança “Caso dívidas ocultas: Jean Boustani retirado da lista dos declarantes”. 

Na Guiné-Bissau a “ANG” escreve que o “Presidente da República anuncia para breve assinatura de acordo de prospeção e exploração do petróleo com Senegal”. O jornal “O Democrata” indica que o “PAIGC espera que ‘vergonha nacional’ de 2018 não se repita no seu congresso”. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca que o “Governo de Bom Jesus completa 3 anos de mandato entre inaugurações e acordos à sombra da pandemia”. O “Jornal Tropical” informa “Covid-19. São Tomé e Príncipe em situação de contingência no Natal para evitar nova variante”. 

Em Portugal o “Público” divulga “Eleições legislativas 2022: Desta vez, Rui Rio poderá ser cabeça de lista pelo Porto”. O “Observador” publica “Adesão à greve dos trabalhadores da Rodoviária de Lisboa ronda os 60 a 70%”. 

No Brasil “O Globo” tem em manchete “CPI [Comissão Parlamentar de Inquérito] da Covid: PGR [Procuradoria-Geral da República] abriu seis apurações preliminares envolvendo Bolsonaro”. A “Folha de S.Paulo” tem em destaque o título “Bolsonaro cria novo nível de promoção na Força Aérea Brasileira por meio de decreto”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin