Lusofonia | Notícias

Revista de Imprensa Lusófona de 04 de maio de 2021

capa da Revista de Imprensa Lusófona

Em Angola o “Club-K” informa que o “PR [Presidente da República] da Guiné-Bissau ajuda líder da UNITA a ter contactos com líderes africanos”. O “Correio da Kianda” avança que o advogado e atual deputado independente pela bancada parlamentar da UNITA “David Mendes fecha acordo com CASA-CE para reforçar coligação nas eleições de 2022”. 

“Legislativas: MpD repudia ‘suspeitas lançadas pelo PAICV’ em torno dos resultados eleitorais”, lê-se no jornal “A Semana” sobre Cabo Verde. O “Expresso das Ilhas” refere que a “Conversão de dívida de Cabo Verde em investimentos por Portugal é boa notícia’”. 

O site do Governo de Timor-Leste publica que o “Presidente da República Promulga Orçamento Geral do Estado Retificativo”. A “Tatoli” menciona que “Equipas de distribuição da Cesta Básica em nove municípios obrigadas a realizar teste da Covid-19″. 

Em São Tomé e Príncipe (STP) a “Téla Nón” aborda o “Diálogo político entre a União Europeia e o Governo de STP”. Segundo o “Jornal Transparência”, a “Itália financia participação de São Tomé e Príncipe na Expo de Dubai”. 

A “Agência Brasil” escreve que o “Governo anuncia vetos em projeto de socorro a setor de eventos”. De acordo com “O Globo”, “Lula debate com Marcelo Freixo formação de ‘frente ampla’ no Rio em 2022”. 

Na Guiné-Bissau “O Democrata” noticia que o “Ministério do Interior recebe onze viaturas para reforçar o combate ao crime”. Na “ANG” pode ler-se “Saúde Pública: Novo ministro promete melhorar o setor”. 

Sobre Moçambique a “Folha de Maputo” partilha que o “PR [Presidente da República] exige acções robustas para o combate ao terrorismo”. O “Notícias Online” divulga que a “Renamo recorda papel de Dhlakama no diálogo e descentralização”. 

“Criar uma juventude e novos sindicatos: o que está nas moções que o BE leva à convenção”, lê-se no “Público”, em Portugal. O “Expresso” destaca “Programa Primeiro Direito: entrega de casas a famílias carenciadas vai demorar mais dois anos do que o prometido por Costa”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo