Lusofonia | Notícias

Revista de Imprensa Lusófona de 05 de agosto de 2020

“Cabo Delgado tem ‘impressão digital’ do Estado Islâmico, diz comandante americano”, publica em Moçambique o “MMO”. “O presidente da República, Filipe Nyusi, profere hoje, pelas 20 horas, uma Comunicação à Nação”, informa o “Notícias”.

Em Angola os “Trabalhadores estrangeiros deixam de ser pagos em contas no exterior” tem em manchete “O País”. O portal “Angonotícias” informa que “Governo deixa cair promessa de não fazer da UMAPE [Unidade de Monitorização e Acompanhamento de Projectos do Executivo] um novo dispêndio público”, um artigo cuja fonte é o “Valor Económico”.

“Açores violaram Constituição com quarentena obrigatória de 14 dias”, tem na primeira página o “Público” em Portugal. “Mais de cem câmaras multadas por não limparem terrenos”, dá conta o “Jornal de Notícias”.

Na Guiné-Bissau “O Democrata” destaca as declarações do Presidente da ANP [Assembleia Nacional Popular] quer garante que: O “Presidente Sissoco garantiu-me que nunca ordenou o confisco da sede do PAIGC [Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde]”. “Grossistas de medicamentos estão a especular preços neste período de pandemia”, disse o Inspector  Geral de Saúde Pública, Benjamin Lourenço Dias, em entrevista exclusiva à “ANG”.

O jornal “O Globo” no Brasil avança que o “Chefe do gabinete de Flávio Bolsonaro nega ter recebido informação prévia sobre ação da PF [Polícia Federal]”. O “Estadão” informa que o “Brasil contabiliza média móvel de 1.066 mortes por covid-19 diariamente”.

“Príncipe criou legislação para proteger as Abelhas”, dá conta o portal “Téla Nón” em São Tomé e Príncipe. “Apesar da Covid-19 a missão técnica da China continua a combater paludismo em São Tomé e Príncipe”, divulga a agência de noticias “STP-Press”.

Em Cabo Verde as “Autoridades encerram 32 estabelecimentos na Praia em 10 dias” refere o “Expresso das Ilhas”. “Presidente do Serviço de Protecção Civil considera que declarações do director Nacional da Saúde são “infelizes” e desmerece o trabalho dos profissionais”, publica “A Semana”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo