Lusofonia | Notícias

Revista de Imprensa Lusófona de 08 de novembro de 2019

Novo presidente do enclave de Oecusse quer atrair investimento para a região” e “Mari Alkatiri preocupado com situação do país e com o Orçamento” são dois dos temas divulgados hoje pelo “Sapo Notícias” sobre Timor-Leste. 

Em Angola a “Angop” publica que o “PR [Presidente da República] apela à unidade no combate à corrupção”. No “Club-K” pode ler-se “Chivukuvuku cético sobre primeiras eleições autárquicas angolanas em 2020”. 

De acordo com o jornal “Savana”, a “Polícia responsabiliza Ossufo Momade” pelos ataques ocorridos no Centro de Moçambique. O “MMO Notícias” informa que o partido “Nova Democracia lança apelo internacional para a libertação dos seus membros”. 

No Brasil “O Globo” tem em manchete “STF [Supremo Tribunal Federal] derruba prisões em segunda instância; decisão pode beneficiar Lula”. A “Folha de S.Paulo” destaca que os “Lavajatistas no Congresso querem acelerar PEC [propostas de emenda à Constituição] da 2ª instância após decisão do STF”. 

Na Guiné-Bissau a “ANG” escreve “Funcionários do Palácio do Governo retomam actividades normais”. Já “O Democrata” avança “Campanha eleitoral: Candidato do PUSD apela a discursos de união e não de ódio ou de medo”. 

Autárquicas 2020. MpD sonda popularidade de todos os seus presidentes de Câmara”, segundo o “Santiago Magazine”, em Cabo Verde. O “Expresso das Ilhas” noticia que o “PR de Cabo Verde promulga legislação que acaba com nomeações políticas na televisão pública”. 

Em Portugal o “Observador” partilha “Parlamento. PS, Bloco, PCP e Verdes recusam dar a novos partidos mais tempo, como teve o PAN”. No “Diário de Notícias” lê-se “CDS. Líder da Juventude Popular vai a jogo no congresso com moção de estratégia global”. 

“Guiné Equatorial participa nas atividades de direitos humanos da UA [União Africana]” e “Audiência do Chefe de Estado com o Presidente da Comissão da CEMAC [Comunidade Económica e Monetária da África Central]” são dois dos assuntos referidos pela página web institucional da Guiné Equatorial. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, menciona que o “Governo anuncia isenção em 50% dos produtos da cesta básica para atenuar impactos do IVA [Imposto sobre o Valor Acrescentado]”. O “Jornal Transparência” divulga que o “Orçamento Geral do Estado para 2020 será brevemente apresentado ao Parlamento”.

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo