capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 08 de Outubro de 2018

Os resultados da primeira volta das eleições presidenciais enchem as manchetes dos jornais no Brasil. “Onda de direita” abre a capa da “Folha de S. Paulo”. “Com 46% Bolsonaro encara Haddad no 2º turno; novatos conservadores derrubam velhos caciques”, escreve o jornal. “Onda bolsonarista redesenha a política” refere “O Globo”.

Em Portugal o “Público” informa que “Vítimas de enfarte têm 30% mais risco de morte se forem tratadas no Sul”. O “Jornal de Noticias” dá conta que “Líder da PJ Militar empurra encenação para subalternos”.

O presidente de Angola “João Lourenço tem aceitação de 93 por cento da população” revela o “Jornal de Angola” fazendo referência a uma pesquisa da Consulteste efectuada por ocasião do final do primeiro mandato do presidente angolano.

“País em suspense” é o destaque do “Téla Nón” em São Tomé e Príncipe. “Os eleitores de São Tomé e Príncipe, aguardam com ansiedade pela divulgação pela Comissão Eleitoral Nacional dos resultados provisórios das eleições legislativas, autárquicas e regional. É a primeira vez no regime democrático que os resultados das eleições não são conhecidos na mesma noite eleitoral”. (…) “No entanto os dados, poucos que a Rádio Nacional divulgou na última noite, apontavam por uma vantagem do partido MLSTP em relação ao ADI, na maior parte dos distritos da ilha de São Tomé”.

O jornal “O País” em Moçambique refere que o presidente “Nyusi exige imparcialidade no desarmamento da Renamo” e precisa que “Começou no sábado o processo de desmilitarização, desmobilização e reintegração dos homens armados da Renamo”.

Na Guiné-Bissau o administrador do Sector de Canchungo, Humberto Tavares, diz estar preocupado com a situação de insegurança naquele sector. “Relatou que a prática de roubo de animais à mão armada”, informa o jornal “O Democrata”.

O portal de notícias de “A Semana” em Cabo Verde informa que “O Instituto Cabo-Verdiano para Igualdade e Equidade de Género (ICIEG) manifestou, em nota de imprensa, a sua “completa solidariedade ” com Janira Hopffer Almada, assim como todas as mulheres vítimas de múltiplas manifestações de machismo, dentro e fora da política”, e precisa que “A nota do ICIEG , a que a Inforpress teve acesso, surge na sequência da divulgação de imagens manipuladas da líder do maior partido da oposição, PAICV, e com poses pornográficas divulgadas no Facebook”.

A página web institucional da Guiné Equatorial dá conta que o ministro dos Assuntos Exteriores e Cooperação do país, Simeón Oyono Esono, assistiu às comemorações do XXVIII da Unificação da Alemanha.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

Moçambique: FMI prevê elevado crescimento do crédito à economia

O Fundo Monetário Internacional (FMI) estima um crescimento considerável do crédito à economia em 2023 para Moçambique.  Se isso se…
Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

Angola: Governo entrega proposta do OGE 2023 até 15 de dezembro

O Governo angolano assegurou nesta quinta-feira, 24 de novembro, que vai entregar a proposta do Orçamento Geral do Estado (OGE)…
Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Cabo Verde regista três casos da sub-linhagem da variante Ómicron “BQ.1.1”

Segundo a Ministra da Saúde de Cabo Verde, Filomena Gonçalves, desde o início de novembro houve um pequeno aumento dos…
Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

Portugal reconhece qualificações académicas de 100 refugiados ucranianos

A Direção-Geral do Ensino Superior (DGES) de Portugal já reconheceu as qualificações académicas de cerca de 100 cidadãos ucranianos desde…