capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 08 de setembro de 2021

O “Angola 24 Horas” escreve “UNITA calada sobre destino de 22 milhões de kwanzas de alegada tentativa de suborno”. Segundo o “Novo Jornal”, a “Oposição alerta para possibilidade de irregularidades eleitorais se vier a confirmar-se a votação com recurso ao BI [Bilhete de Identidade] em vez do cartão de eleitor”.

Em São Tomé e Príncipe o Presidente da República de Portugal “Marcelo saúda Presidente eleito de São Tomé e tenciona estar na sua tomada de posse”, indica o “Jornal Transparência”. A “Téla Nón” destaca “Presidenciais: 11.924 votos é a grande vantagem de Vila Nova sobre Posser da Costa na 2ª volta”.

“Governos de Timor-Leste e Brunei Darussalam assinarão acordo de serviços aéreos” e “Díli sem confinamento obrigatório mas cerca sanitária mantém-se em cinco municípios” são dois dos temas divulgados pela “Tatoli”, em Timor-Leste.

Sobre Portugal, o “Público” noticia “Orçamento do Estado: Mais escalões no IRS geram consenso à esquerda e agradam ao PSD”. O “Jornal de Notícias” informa que a “Segurança Social comparticipa creche de 75 mil crianças”.

“Presidente da Guiné-Bissau efetua visita de quatro dias à Bélgica e UE [União Europeia]” e “VI Congresso do PRS: Directoria de campanha de Alberto Nambeia nega acusações de ‘comportamento antidemocráticos’” são duas notícias publicadas pela “ANG”, na Guiné-Bissau.

No Brasil “O Globo” tem em destaque o título “Bolsonaro ataca Alexandre de Moraes e diz que ‘não cumprirá’ decisões do ministro do Supremo”. De acordo com a “Folha de S.Paulo”, a “Radicalização de Bolsonaro fragiliza base no Congresso, que deve devolver MP [medida provisória] das fake news”.

“Decisão consumada: Tribunal Constitucional de Cabo Verde rejeita recurso da defesa e autoriza extradição de Alex Saab para os EUA [Estados Unidos da América]”, menciona “A Semana” em Cabo Verde. “Porto Novo: Líder do PAICV diz que famílias neste município passam por ‘situação económica e social dramática’”, refere a “Inforpress”.

Na “Carta de Moçambique” pode ler-se que o “PR [Presidente da República] Nyusi diz que grupos armados perderam ‘quase todos os espaços’ que tinham conquistado”. A “Folha de Maputo” avança que o líder da autoproclamada Junta Militar da Renmo “Mariano Nyongo diz ter recusado oferta de $4 milhões para aderir ao DDR [Desarmamento, Desmobilização e Reintegração]”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

Angola: Governo aprova mais de 15 mil milhões de kwanzas para Agricultura e Pescas

O ministro da Agricultura e Pescas de Angola, António Francisco de Assis, informou que foram aprovados mais de 15 mil…
MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin