capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 16 de novembro de 2020

A “Carta de Moçambique” publica “Covid-19: Governo diz que já recebeu 461.7 milhões de USD dos parceiros”. De acordo com “O País”, o “Secretário-geral da Frelimo defende união para o bem da sociedade”. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca “Covid-19: São Tomé e Príncipe regista 1 caso novo e total sobe para 965”. No “Jornal Transparência” lê-se que a “Sociedade civil são-tomense irá monitorizar as ajudas financeiras no âmbito da covid-19″. 

Na Guiné-Bissau “O Democrata” escreve “Executivo insatisfeito com a derrota da Guiné-Bissau frente ao Senegal”. Essa insatisfação foi manifestada pelo secretário de Estado dos Desportos da Guiné-Bissau, Florentino Dias. 

Sobre Portugal o “Público” noticia que a “Covid acelerou crise profunda dos media e deixou o jornalismo de investigação em risco”. O “Diário de Notícias” partilha que existirão “Mais de 1,4 milhões de pensões sem atualização em 2021”. 

No Brasil a “Folha de S.Paulo” informa “Eleições 2020: Abstenções crescem em eleição com pandemia e chegam a 23%, o maior índice em 20 anos”. Segundo a “Agência Brasil”, o “TSE [Tribunal Superior Eleitoral] finaliza totalização dos votos com três horas de atraso”. 

Em Timor-Leste o “Sapo Notícias” divulga que a “Escola Portuguesa de Díli conclui reabilitação depois de cheias de março”. A “Tatoli” menciona que o “MSSI [Ministério da Solidariedade Social e Inclusão” realiza pagamento de subsídio a 2.881 reclamantes”. 

O “Portal de Angola” refere que os “Analistas angolanos veem na provável eleição de Joe Biden ‘esperança de cooperação mais activa’”. No jornal “O País” pode ler-se que o “MPLA deplora onda de ataques e insultos a figura do Presidente da República”. 

“Partido Popular critica Governo por injectar mais dinheiro na Cabo Verde Airlines”, publica a “Inforpress” em Cabo Verde. “Covid-19: Estado de calamidade prorrogado nas ilhas cabo-verdianas de Santiago e Fogo”, avança “A Semana”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos…
EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin