capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 17 de novembro de 2020

Em Cabo Verde “A Nação” noticia “São Vicente: MpD acusa UCID e PAICV de prepararem um ‘golpe político’, embora a investida seja ‘legal’”. O “Santiago Magazine” tem em manchete “Embarcação dá à costa da ilha do Sal com 68 migrantes clandestinos”. 

Na Guiné-Bissau “O Democrata” cita o Presidente da República, Úmaro Sissoco Embaló, que afirma que os “Militares são guardiões da democracia”. Na mesma publicação pode ainda ler-se que o “PM [Primeiro-ministro] Nabiam desafia forças policiais a criar condições de segurança e sossego na Guiné-Bissau”. 

A “Carta de Moçambique” publica “Moçambique no 26.º lugar do Índice Ibrahim de Governação Africana 2020”. Segundo o “MMO Notícias”, o “Brasil condena terrorismo e manifesta solidariedade aos moçambicanos”. 

Em Portugal o “Presidente da República começa a ouvir os partidos às 15h30” no que diz respeito ao Orçamento do Estado para 2021, à situação da Covid-19 e ao Estado de Emergência, escreve o “Público”. O “Diário de Notícias” avança que “Bloqueio de Hungria e Polónia põe em risco fundos europeus para Portugal”. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca “Covid-19: São Tomé e Príncipe não registou nenhum caso novo e total fica em 965”. Na “Téla Nón” lê-se que a “PJ [Polícia Judiciária] já tem primeiro laboratório forense para dar credibilidade a Justiça”. 

No Brasil o portal de notícias “G1” informa que o “TSE [Tribunal Superior Eleitoral] pede à PF [Polícia Federal] para apurar ataque hacker no dia da eleição”. Também sobre as eleições, a “Folha de S.Paulo menciona que “Negros e mulheres avançam nas urnas e aumentam presença no 2.º turno”. 

Sobre Timor-Leste o “Sapo Notícias” partilha que o “Conselho Consultivo do Fundo Petrolífero timorense alerta para problemas no OGE [Orçamento Geral do Estado] 2021”. A “Tatoli” refere que o “Governo propõe 420 milhões de dólares para novos empréstimos externos em 2021”. 

“RDC [República Democrática do Congo] pede apoio a Angola para capacitar forças de defesa e segurança”, de acordo com a “AngoNotícias” em Angola. O “Correio da Kianda” divulga “MPLA: militantes lançam campanha de apoio à João Lourenço nas redes sociais”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

UE sofre mais custos energéticos com sanções à Rússia

A Comissão Europeia assumiu nesta quarta-feira, 02 de março, que as sanções da União Europeia (UE) à Rússia vão ter “custos…
EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

EUA querem Rússia fora do Conselho dos Direitos Humanos

Os Estados Unidos da América (EUA) sugerem que a Rússia seja excluída do Conselho dos Direitos Humanos. A proposta foi…
Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

Rússia diz que guerra na Ucrânia não afeta relações com Moçambique

O ministro conselheiro da Rússia em Moçambique, Dimitri Sorokin, garantiu que a guerra na Ucrânia não afeta as relações de…
Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Descendente de ucranianos, empresário brasileiro lamenta o conflito e diz já sentir impacto nos negócios

Igor Mazepa Baran tem 57 anos de idade e vive na cidade de Curitiba, no Brasil. É brasileiro com descendência…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin