Revista de Imprensa Lusófona de 2 de janeiro de 2017

Portugal inicia o novo ano com o maior registo de sempre de doação de órgãos, lê-se esta manhã no “Jornal de Notícias”. A natalidade também anuncia melhorias em 2016.

O matutino “Folha de São Paulo” ilustra com uma fotografia o início da “Operação Cidade Linda” – programa de melhoria urbana implementado pelo novo Presidente da Câmara de São Paulo João Doria – medida que pode ameaçar quem vive nas ruas. Ainda na capa, é feita referência à “cordialidade” que marca a sucessão de Haddad por João Doria.

A moeda angolana (kwanza) está entre as 10 moedas mais desvalorizadas em 2016 – 18,9% nos últimos doze meses – conta o portal de notícias “Novo Jornal”. Já na política, a agência britânica Economic Intelligence Unit alertou para as consequências que a tensão e os confrontos nas eleições presidenciais que se avizinham, poderão ter na estabilidade económica do país.

O portal cabo-verdiano “A Semana” refere que entraram ontem em vigor as tarifas máximas no transporte aéreo doméstico, informação que tinha sido avançada em dezembro pela Agência de Aviação Civil de Cabo Verde. Esta manhã é também destaque a mensagem de Ano Novo do Ex-Primeiro-ministro, José Maria Neves, que “alerta para o diálogo, o respeito e a conciliação”.

A reunião que decorreu ontem (1 de janeiro) entre o Primeiro-ministro guineense Umaro Sissoco Embaló e as Chefias das Forças Armadas é a notícia principal desta manhã no blog “Guine Puro”. O propósito da reunião foi discussão e propostas de resolução para assuntos relacionados com as Forças Armadas guineenses.

O Presidente da República de São Tomé e Príncipe, Evaristo Carvalho, faz a sua primeira manifestação pública acerca do restabelecimento das relações diplomáticas do país com a China e revela um parecer muito positivo ao afirmar que foi uma “decisão política de vulto”, refere o site “A Bola”.

O portal “Notícias” de Moçambique faz referência à escassez de chuvas no distrito de Malema na província de Nampula, que compromete a agricultura na região e as campanhas a decorrer nesse sentido. Num olhar sobre 2016, recorda-se a presença da atleta moçambicana Edmilsa Governo nos Jogos Paralímpicos de do Rio de Janeiro, a medalha de bronze que trouxe para o país e o recorde estabelecido na especialidade de 400 metros T-12.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Angola mantém aposta na diplomacia económica

Angola mantém aposta na diplomacia económica

O ministro das Relações Exteriores de Angola, Téte António, reiterou a aposta do Governo na promoção da diplomacia económica. O…
Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

Investigadora do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra ganha pela segunda vez concurso ERC

A Investigadora Principal do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra (CES-UC), Ana Cristina Santos, acaba de ganhar um…
Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

Cabo Verde: PR propõe fundos para autonomia dos municípios

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, propõe a criação de um Fundo de Desenvolvimento Local e…
Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

Timor-Leste: Representante da CPLP apela à participação nas presidenciais

O chefe da missão de observação da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) às eleições presidenciais em Timor-Leste, o…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin