Lusofonia | Notícias

Revista de Imprensa Lusófona de 20 de janeiro de 2021

capa da Revista de Imprensa Lusófona

Em Cabo Verde o “PAICV acusa MpD de aumentar as taxas moderadoras na saúde”, noticia “A Nação”. O “Expresso das Ilhas” escreve que a “UCID fala em orçamento doméstico da CMSV [Câmara Municipal de São Vicente] que não permite gerar recursos”. 

O site oficial do Governo de Timor-Leste publica que o “Governo e Parlamento Nacional discutem adesão à Convenção das Nações Unidas sobre o reconhecimento e a execução de sentenças arbitrais estrangeiras”. O “Sapo Notícias” cita o secretário-geral da Fretilin, Mari Alkatiri, que afirma que a “Estrutura do OGE [Orçamento Geral do Estado] 2021 em Timor-Leste não permite alcançar todos os objetivos“. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca “Covid-19: Primeiro-ministro na ilha do Príncipe, admite Estado de Emergência e reforça medidas de combate”. O “Jornal Transparência” menciona a “Falta de dinheiro nas caixas com fim à vista em São Tomé e Príncipe”. 

No Brasil “O Globo” tem em manchete “Com apoio de Bolsonaro e PT, Pacheco lança candidatura defendendo ‘pacificação’”. A “Folha de S.Paulo” refere que, “Após novas falhas do governo Bolsonaro, governadores se articulam para ter vacina por conta própria”. 

“Sondagem. Maioria defende saída da ministra da Justiça por causa da nomeação do procurador europeu”, lê-se no “Expresso”, em Portugal. O “Diário de Notícias” avança que o candidato presidencial do Chega “Ventura vai participar à CNE [Comissão Nacional de Eleições] e PSP [Polícia de Segurança Pública] alegada ‘espionagem’ pelo BE [Bloco de Esquerda]. Bloco fala em acusações “absurdas”. 

Sobre Moçambique o “MMO Notícias” partilha que “Governo e petrolífera Total acordam novo reforço de segurança”. Segundo o “Notícias Online”, o “PR [Presidente da República] confere posse ao chefe do Estado Maior das FADM [Forças Armadas de Defesa de Moçambique]”. 

O “Jornal de Angola” informa que “Lourenço e Guterres avaliam situação política na RCA [República Centro-Africana]”. De acordo com o “Correio da Kianda”, o “Presidente da UNITA perde apoio da JURA”. 

Na Guiné-Bissau a “ANG” divulga que o “PR [Presidente da República] promete usar sua influência junto do governo para solucionar problemas ‘emergentes’ nos órgãos público de informação”. Já “O Democrata” cita o presidente da Assembleia Nacional Popular, Cipriano Cassamá, que afirma que os “Guineenses devem acreditar e trabalhar para que o país avance”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo