capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 22 de outubro de 2021

O portal do Governo de Moçambique refere que o “Presidente da República inaugura infraestruturas sociais em Gaza”. De acordo com a “Folha de Maputo”, a “China doa produtos alimentares as vítimas dos ataques terroristas em C.Delgado”. 

Na Guiné-Bissau “O Democrata” noticia que o “Presidente Sissoco afirma que o Parlamento tem ‘dias contados’”. A “ANG” menciona que o “Governo pretende aplicar imposto aos beneficiários de mais de cinco hectares de terra”. 

No “Jornal de Angola” pode ler-se que o “FMI [Fundo Monetário Internacional] elogia continuidade das reformas em Angola”. O “Portal de Angola” publica “Saída de ACJ [Adalberto Costa Júnior]: Contas bancárias da UNITA descongeladas pelas autoridades”. 

“José Maria Neves empossado no início de novembro”, avança “A Nação” em Cabo Verde. O “Expresso das Ilhas” informa que a “União Europeia quer maior comunicação sobre o acordo de pescas com Cabo Verde”. 

Em Portugal o “Público” divulga “Parlamento: Com os novos debates, Costa falou menos 30% do tempo, Rio menos um quinto”. O “Expresso” partilha “Poiares Maduro acusa Rio de não ‘passar mensagem diferenciadora’: ‘PSD não pode depender de um partido radical como o Chega’”. 

O portal do Governo de Timor-Leste indica que “Governo inaugura mais habitações sociais em Aileu”. Segundo a “Tatoli”, a “CNE [Comissão Nacional de Eleições] recrutará 1.200 oficiais para monitorização de eleições do próximo ano”. 

Sobre São Tomé e Príncipe o “Jornal Transparência” escreve que “Quadros nacionais são-tomenses capacitam em matéria de Monitoria e Avaliação de Projectos”. A “Téla Nón” destaca que o “Novo ministro das Finanças quer maior mobilização de recursos internos e externos”. 

A “Agência Brasil” noticia que a “Comissão da Câmara aprova PEC [proposta de emenda à Constituição] dos Precatórios e muda teto de gastos”. Já “O Globo” tem em manchete “Bolsonaro volta a questionar vacinação e ataca Renan um dia após CPI apontar nove crimes do presidente na pandemia”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin