capa da Revista de Imprensa Lusófona

Revista de Imprensa Lusófona de 24 de novembro de 2021

“Função pública: ‘O país vai passar momentos piores se o OGE 2022 for aprovado pelos deputados’, diz o porta voz da UNTG” e “Pescas: Ministro defende necessidade de exploração económica e sustentável dos recursos marinhos” são dois temas divulgados pela “ANG”, na Guiné-Bissau

“Governo decide não renovar estado de emergência e aprova medidas excecionais e temporárias” e “MCAE [Ministro Coordenador dos Assuntos Económicos] e Lú Olo abordam preparação para adesão de Timor-Leste à OMC [Organização Mundial do Comércio]” são dois assuntos partilhados pela “Tatoli”, em Timor-Leste

Em Moçambique “O País” escreve que “Governo lança 6° concurso de concessão de áreas de pesquisa e produção de hidrocarbonetos”. De acordo com a “Folha de Maputo”, o “PIB [Produto Interno Bruto] moçambicano cresceu 3,26% no terceiro trimestre”. 

Sobre Cabo Verde o “Expresso das Ilhas” noticia “Parlamento: Discussão do OE’2022 promete aquecer sessão plenária que arranca hoje”. Na “Inforpress” pode ler-se que o “MpD garante que todos os seus deputados vão votar a favor do Orçamento de Estado 2022”. 

Quanto a Portugal, o “Expresso” informa que o presidente da Câmara de Lisboa “[Carlos] Moedas quer PSD ‘mais dinâmico’ e como ‘alternativa verdadeira ao PS’, mas não declara apoio a Rangel (nem a Rio)”. O “Público” menciona “PSD: Rangel critica Rio por querer ‘cair nos braços’ de Costa, ‘o homem-milagre’”. 

O “Portal de Angola” refere que o “Presidente da República exonera governador do Kuando Kubango, Júlio Bessa”. Segundo o “Correio da Kianda”, os “Militantes denunciam esquema de Kz [kwanzas] 250 milhões para destituição de ACJ [Adalberto Costa Júnior]”. 

No Brasil “O Globo” tem em manchete “Em recado ao STF [Supremo Tribunal Federal], Centrão e bolsonaristas aprovam na CCJ [Comissão de Constituição e Justiça] proposta que antecipa a aposentadoria de ministros”. O “Estadão” tem em destaque o título “Congresso amplia em quase 140% a previsão de emendas para 2022”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

MPLA, FRELIMO, ANC e SWAPO querem formação contínua dos militantes

Militantes e delegados dos partidos MPLA (Angola), FRELIMO (Moçambique), ANC (África do Sul) e SWAPO (Namíbia) terminam neste sábado, 26…
Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

Moçambique: Autarquias locais mantêm dependência do OE

O presidente da Comissão de Administração Pública e Poder Local da Assembleia da República de Moçambique, Francisco Mucanheia, chefiou um…
Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

Timor-Leste: Construção do Porto de Tíbar alcançou os 72% em 2021

O Ministério das Finanças de Timor-Leste informou, através de um documento, que a construção do Porto de Tíbar chegou a 72%…
Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Moçambique: Paralisação de fábricas de processamento de castanha de cajú empurra mais de 17 mil pessoas para o desemprego em Nampula

Na província moçambicana de Nampula, 17.182 trabalhadores foram empurrados para o desemprego nos dois últimos anos na sequência da paralisação…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin