Revista de Imprensa Lusófona de 24 de novembro de 2022

Em Cabo Verde “A Semana” indica “Parlamento obriga Governo a partilhar acordo com INPS para transferência de 11 milhões de contos para o Fundo Soberano – iniciativa partiu do PAICV”. No “Santiago Magazine” lê-se “Oposição considera ‘imperiosa’ e ‘urgente’ a gestão transparente dos recursos e interesses estratégicos do País”. 

Sobre Portugal o “Público” escreve “Descentralização: IL pede audição urgente de ministras da Agricultura e da Coesão Territorial”. O “Diário de Notícias” informa “Fundador acusa: ‘Rumo antidemocrático e totalitarista’ no Chega”. 

A “Carta de Moçambique” divulga “Governo defende maior aposta em energias renováveis para garantir acesso universal em 2030”. O portal do Governo refere “Governo implementa Projecto Inovadores para indústrias Culturais”. 

Na Guiné-Bissau a “ANG” publica “Presidente da República recomenda ao novo Procurador Geral para não usar a função para ajuste de contas”. Segundo “O Democrata”, o “Banco Europeu financia obras de requalificação da estrada Safim M’Pack”. 

O “Angola 24 Horas” noticia “Isabel dos Santos: O Luanda Leaks ‘foi uma encomenda’ do governo angolano”. A “Angop” menciona “Embaixador angolano condecorado no Brasil”. 

No Brasil “O Globo” destaca que “Lira já acumula apoio de dez partidos à reeleição na Câmara e costura acordo com partido de Bolsonaro na principal comissão”. A “Folha de S.Paulo” partilha “Equipe de Lula conversa com ex-comandante do Exército e ex-ministro da Defesa de Bolsonaro”.

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

Cabo Verde: PR quer reflexão sobre resultados das reformas legislativas dos últimos anos

O Presidente da República de Cabo Verde, José Maria Neves, considera necessário fazer “uma reflexão séria e isenta sobre os…
Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

Angola: UNITA considera "injusta" proposta de Lei da Amnistia 

A UNITA considera a proposta de Lei da Amnistia “discriminatória e injusta”, uma vez que a mesma tem “zonas cinzentas”.…
NATO diz que não haverá "paz duradoura" na Ucrânia se Rússia vencer

NATO diz que não haverá "paz duradoura" na Ucrânia se Rússia vencer

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, declarou nesta sexta-feira, 25 de novembro, que não vai haver “paz duradoura” na Ucrânia…
Revista de Imprensa Lusófona de 25 de novembro de 2022

Revista de Imprensa Lusófona de 25 de novembro de 2022

O portal do Governo de Moçambique escreve que o “PM fala na Cimeira extraordinária da UA sobre industrialização”. A “Folha…