Revista de Imprensa Lusófona de 27 de abril de 2022

capa da Revista de Imprensa Lusófona

capa da Revista de Imprensa Lusófona

A “Agência Brasil” refere que o “Senado aprova regulamentação do mercado de criptomoedas”. A “Folha de S.Paulo” destaca que o “TSE [Tribunal Superior Eleitoral] quer barrar indicado de Bolsonaro em ações sobre propaganda eleitoral”. 

Em Portugal o “Público” escreve que o “PSD acompanha Marcelo e propõe reforço do orçamento da Defesa”. O “Observador” indica “Proposta do Governo que adia a extinção do SEF [Serviço de Estrangeiros e Fronteiras] discutida esta quarta-feira no parlamento”. 

O “Portal de Angola” publica que “Angola reduz gastos militares em mais de 60% na última década”. Na “Angop” lê-se que a “FNLA aposta no rejuvenescimento das estruturas de base”. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, menciona que o “Governo de São Tomé e Príncipe vai agravar medidas visando o combate ao paludismo”. Segundo o “Jornal Tropical”, o “Presidente são-tomense diz que pena de morte na Guiné Equatorial é quisto para ser cortado”. 

Em Cabo Verde “A Nação” divulga que o “PR [Presidente da República] visita Órgãos de Comunicação Social Privados para se inteirar das preocupações e desafios”. A “Inforpress” noticia que o “PAICV afirma que classe docente vive ‘um quadro negro’ e tem sido ‘desvalorizada’ pelo Governo”. 

A “Carta de Moçambique” avança que o “Novos salários mínimos: Governo aumentou entre 190 e 931,67 Meticais”. De acordo com “O País”, a “UA [União Africana] apoia candidatura de Moçambique a membro não-permanente do CS [Conselho de Segurança] da ONU [Organização das Nações Unidas]”. 

“Ramos Horta e Lú Olo discutem preparativos para cerimónia de tomada de posse” e “OGE [Orçamento Geral do Estado] 2023: Teto fiscal de 1,8 mil milhões de dólares” são dois dos temas partilhados pela “Tatoli”, em Timor-Leste

Na Guiné-Bissau o “PR deseja bom entendimento  da classe jurídica guineense  para promoção da paz no país”, pode ler-se na “ANG”. Já “O Democrata” publica que o segundo vice-presidente e deputado da APU-PDGB “Armando Mango considera ‘nula e inexistente’ a decisão do Conselho Nacional da APU-PDGB”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

Angola: Reintegrados mais de 500 ex-militares em ações contra fome e pobreza

A vice-governadora provincial para o setor Político, Social e Económico de Benguela, Lídia Amaro, afirmou que 593 ex-militares foram reintegrados…
Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

Banco Mundial indica crescimento de 4,1% para Timor-Leste

O Banco Mundial prevê que Timor-Leste registe um crescimento económico de 4,1% em 2024 e 2025, através do alívio das…
UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

UE doa 50 milhões de euros à ONU para refugiados palestinianos

A União Europeia (UE) anunciou o envio da próxima parcela de 50 milhões de euros para a Agência das Nações…
Angola: Cinco bailarinos cabo-verdianos participam na Mostra de Artistas – PROCULTURA

Angola: Cinco bailarinos cabo-verdianos participam na Mostra de Artistas – PROCULTURA

Os bailarinos Mano Preto, Rosy Timas, Elisabete Fernandes, Djamilson Barreto e Djam Neguin estão selecionados para participar no “Concurso para…