Lusofonia | Notícias

Revista de Imprensa Lusófona de 29 de outubro de 2020

capa da Revista de Imprensa Lusófona

Na Guiné-Bissau “O Democrata” divulga que os “Operadores turísticos exortam o Governo a resolver o problema de energia e evitar o fecho de estabelecimentos”. A “ANG” noticia que os “Colectivos de advogados de Aristides Gomes apresenta queixa crime contra magistrado do Ministério Público”. 

“Governo aprova regulamento de apoio financeiro a veteranos para habitação” e “Governo apresenta plano de iniciativas da Austrália para desenvolvimento em TL [Timor-Leste]” são duas das notícias publicadas na “Tatoli”, em Timor-Leste. 

A “Carta de Moçambique” avança que “Terroristas assassinam sargento da guarda-fronteira em Palma”. O “MMO Notícias” escreve que o Presidente “Nyusi diz que diálogo com a autoproclamada Junta Militar da Renamo já começou”. 

Sobre Cabo Verde o “Expresso das Ilhas” informa que os “Partidos defendem diversificação da economia e novos entendimentos entre as forças políticas”. Já “A Semana” partilha “Covid-19: Governo decide até 31 de Outubro se mantém o estado de calamidade vigente”. 

A “STP-Press”, agência de notícias de São Tomé e Príncipe, destaca que o “Primeiro-ministro recebe representante de UNICEF que quer um futuro risonho para crianças são-tomenses”. Segundo a “Téla Nón”, o “BM [Banco Mundial] disponibiliza mais de 70 milhões de dólares para STP [São Tomé e Príncipe]”. 

“Covid-19: Governo exclui confinamento geral. Restrições serão circunscritas a territórios”, pode ler-se no “Público”, em Portugal. “Conselho de Ministros extraordinário. Vem aí o recolher obrigatório?”, refere o “Diário de Notícias”. 

“Angola contra as sanções impostas ao Zimbabwe”, de acordo com o “Jornal de Angola”. O “Portal de Angola” menciona que a “UNITA mantém suspensão dos membros acusados de querer destituir o seu líder”. 

No Brasil o “Estadão” tem em destaque o título “Eleições 2020: Candidatos à Prefeitura de SP [São Paulo] prometem crédito contra desemprego e até banco para mulheres”. Na “Agência Brasil” lê-se que o Presidente “Bolsonaro anuncia revogação de decreto para concessão das UBS [Unidades Básicas de Saúde]”.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo