Brasil: Autoridades policiais do Rio de Janeiro terão ajuda da tecnologia no combate ao crime

Imagens de câmaras e sinais de sensores de instituições públicas e privadas instalados em todo território do Estado do Rio de Janeiro poderão se conectar diretamente ao Serviço de Atendimento Emergencial 190 da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o equivalente ao 112 em Portugal. As novidades foram avançadas pelo governo do Estado do Rio de Janeiro como estratégia no combate à criminalidade e no fortalecimento da segurança pública, através da tecnologia.

Os interessados podem realizar a sua subscrição no sítio da Polícia Militar (sepm.rj.gov.br), cedendo imagens e sistemas de alerta para colaborar com a monitorização de locais de circulação de público, como vias urbanas, praças, estações de transporte, centros comerciais, agências bancárias, entre outros.

O aviso de chamamento público, já publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro, permite às instituições públicas e privadas a realização de um acordo de cooperação de cessão de câmaras de videomonitorização e de alerta de sensores para o programa ‘PMERJ Digital’.

“Este é mais um importante passo do governo na estruturação de um robusto aparato tecnológico aplicado à área de segurança pública. Por isso, estamos investindo muito no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da Polícia Militar”, afirmou o governador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro.

Ainda no âmbito do CICC, houve a aquisição de equipamentos e o desenvolvimento de outras ferramentas tecnológicas já incorporadas pela PMERJ, como o Security Command, sistema já instalado este ano e que possibilita a conexão de diferentes plataformas tecnológicas na área de segurança pública.

“A população só ganha com este estreitamento da relação entre a sociedade civil e a Polícia Militar já que o programa vai aumentar a velocidade do acionamento das equipas e das ações dos nossos policiais, além de nos ajudar na redução das chamadas falsas para o 190. Também vamos disponibilizar para os colaboradores uma arte gráfica para que eles possam informar sobre a integração com a PM”, explicou o secretário da SEPM, o coronel Luís Henrique Marinho Pires.

Os operadores que ficam no CICC já acompanham em tempo real o patrulhamento em vias públicas, por meio das câmaras corporais portáteis, em operação em todos os batalhões de área e em parte de unidades de policiamento especializado da Polícia Militar.

Este acervo de imagens será ainda ampliado com a cessão de imagens de instituições públicas e privadas subscritoras e com a implementação, já anunciada pelo Governo do Estado, do Sistema de Videomonitorização Urbano, que se destaca por ser um conjunto de câmaras equipadas com softwares de reconhecimento facial, leitura de placa de veículos e sensores de alarme, para auxiliar no patrulhamento na orla marítima, túneis e vias expressas da capital.

Ígor Lopes

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Macau: Região vai receber cinco modalidades dos Jogos Nacionais da China em 2025

Macau: Região vai receber cinco modalidades dos Jogos Nacionais da China em 2025

A comissão organizadora da 15ª edição dos Jogos Nacionais anunciou que a Região Administrativa Especial de Macau vai acolher as…
Moçambique: MDM continua sem data para realizar o Conselho Nacional

Moçambique: MDM continua sem data para realizar o Conselho Nacional

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) ainda não marcou uma data para realizar o Conselho Nacional. No entanto, o partido…
Universidades vão ter “semestre zero” para alunos dos PALOP

Universidades vão ter “semestre zero” para alunos dos PALOP

O estudo “Perfil do Estudante dos PALOP nas Instituições do Ensino Superior em Portugal: caracterização, expectativas, constrangimentos”, realizado pelo Centro…
Angola poupa 15 milhões de euros ao reduzir contratos de professores estrangeiros

Angola poupa 15 milhões de euros ao reduzir contratos de professores estrangeiros

O Ministério do Ensino Superior de Angola informou que o Governo vai poupar, em 2024, cerca de 15 milhões de…