Síria: Estados Unidos e Rússia anunciam principais linhas do cessar-fogo

“Acordámos uma cessação das hostilidades em todo o país no prazo de uma semana”, disse o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, numa conferência de imprensa ao lado do ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Serguei Lavrov, depois de uma reunião que durou mais de cinco horas, em Munique.

“Acreditamos que alcançámos avanços tanto na frente humanitária como na frente da cessação de hostilidades e estas duas frentes, este progresso, têm o potencial de, a serem totalmente implementadas, totalmente seguidas, mudarem o dia a dia do povo sírio.” declarou Kerry.

No entanto, o acordo de cessar-fogo não se aplica aos bombardeamentos ao autoproclamado Estado Islâmico e à frente Al-Nusra (o braço sírio da Al-Qaeda). “A nossa força aérea vai continuar a trabalhar contra estas organizações”, afirmou Serguei Lavrov.

Entretanto um grupo de trabalho dirigido pela Organização da Nações Unidas vai reunir-se esta sexta-feira em Genebra, para realizar a vertente humanitária, do que prestará contas semanalmente. A ser respeitado pelas partes, será a primeira vez que algumas zonas do país devastado receberão alimentos e medicamentos sem que estejam a cair bombas.

A guerra na Síria já fez pelo menos 470.000 mortos  e quase dois milhões de feridos, segundo o relatório de um instituto sírio publicado na quinta-feira.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Moçambique: INSS forma quadros em matéria de aposentação obrigatória

Mais de 40 técnicos, afetos nas diferentes áreas e unidades orgânicas do Instituto Nacional de Segurança Social (INSS), iniciaram, esta…
Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

Brasil: bloqueio da aplicação Telegram 

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20) a decisão, assinada por ele mesmo…
Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Moçambique: Chuvas intensas "desligam" o país ao longo da estrada EN1

Desde o sábado passado, Moçambique está dividido, em resultado do arrastamento pelas águas das chuvas, de duas pontes ao longo…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin