Argélia não bloqueou adesão de Marrocos à UA optando por blindar a sua influência na organização

No momento em que Marrocos adere à União Africana (UA), a Argélia conseguiu impor que o seu presidente, Abdelaziz Bouteflika, fosse designado vice-presidente da organização, assim como reforçou a sua influência na UA.

Segundo observadores internacionais, a nomeação de Abdelaziz Bouteflika pretende contrabalançar o protagonismo que Marrocos poderá vir a alcançar na organização pan-africana, particularmente no dossier relativo à Republica Árabe Sarauí Democrática (RASD) que justificou a retirada do reino da Organização da Unidade Africana (OUA), há 33 anos.

A Argélia, como um dos principais apoios da RASD e da Frente Polisário, sustenta que Marrocos é a potência que ocupa “a última colónia em África”, porém Argel em vez de bloquear a adesão marroquina, optou por blindar a sua influência na organização.

Para a imprensa argelina, o novo presidente da UA, Alpha Condé, é “um amigo da Argélia” e já programou para breve uma visita ao país onde tem agendado um encontro com Bouteflika. Por outro lado a Argélia também apoiou a candidatura do ex primeiro-ministro chadiano, Moussa Faki Mahamat, para a presidência da Comissão da UA, um diplomata que colaborou ativamente com a Argélia no dossier líbio.

Também, Smail Chergui, que assume a função de Comissário para a Paz e Segurança (CPS) no seio da UA, é um diplomata argelino que segue as pisadas de Ramtane Lamamra, atual ministro dos Negócios Estrangeiros argelino, que ocupara a mesma função de CPS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.




Artigos relacionados

Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Rússia: Russos incendeiam postos de recrutamento militar

Alguns russos decidiram incendiar postos de recrutamento desde o início da mobilização parcial de reservistas decretada pelo Presidente do país, Vladimir…
Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

Angola: UNITA marcha neste sábado pela liberdade

A UNITA convocou no início do mês uma marcha pela liberdade para este sábado, 24 de setembro. O evento foi…
STP: Partido Novo quer criar gabinete para incentivar a emigração

STP: Partido Novo quer criar gabinete para incentivar a emigração

O presidente do Movimento para o Progresso – Partido Novo, Abílio Espírito Santo, tem partilhado a sua experiência como emigrante durante…
STP: MLSTP e ADI terminam campanha com apelos para maioria absoluta

STP: MLSTP e ADI terminam campanha com apelos para maioria absoluta

Os maiores partidos de São Tomé e Príncipe, MLSTP e ADI, encerram a campanha eleitoral nesta sexta-feira, 23 de setembro, fazendo os…
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin