Estudo sugere grande volume de movimentações ilícitas com criptomoedas

Uma plataforma especializada em dados on-chain, e que auxilia agências governamentais, empresas de criptomoedas e instituições financeiras a entrarem no universo dos criptoativos, divulgou o primeiro capítulo do Crypto Crime Report 2023, que examina as novas tendências nas atividades ilícitas, após “o tumultuado ano de 2022” no mercado de criptomoedas.

Segundo as informações da Chainalysis, a parcela de atividades com criptomoedas associada a práticas ilícitas aumentou pela primeira vez desde 2019, de 0,12% em 2021 para 0,24% em 2022; as atividades ilícitas no setor movimentaram US$ 20,1 mil milhões, um novo recorde; os recursos recebidos pela entidade sancionada Garantex respondem por grande parte do volume ilícito de 2022; o volume total de transações caiu com o início do bear market e o volume de transações ilícitas aumentou ligeiramente.

“Na verdade, detectamos essa tendência pela primeira vez em agosto, quando o volume de transações legítimas estava diminuindo mais rapidamente do que o volume ilícito”, disseram os responsáveis pela Chainalysis.

O Crypto Crime Report 2023 completo deverá ser lançado em meados de fevereiro.

Ígor Lopes

Deixe uma resposta




Artigos relacionados

Brasil: Pesquisa revela que empregos digitais cresceram 4,9%

Brasil: Pesquisa revela que empregos digitais cresceram 4,9%

A pesquisa “Transformação digital, produtividade e crescimento económico”, desenvolvida pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), em parceria com a Fundação Getúlio…
Brasil: nova ministra do governo Lula apresenta equipa com foco na igualdade de género

Brasil: nova ministra do governo Lula apresenta equipa com foco na igualdade de género

A ministra do Planeamento e Orçamento do Brasil, Simone Tebet, anunciou o nome dos secretários que formarão o primeiro escalão…
Guiné-Bissau: Governo exige que Bubo Na Tchuto devolva a casa onde reside

Guiné-Bissau: Governo exige que Bubo Na Tchuto devolva a casa onde reside

O Governo guineense, através do Ministério da Finanças, convidou o antigo Chefe de Estado-maior da Armada guineense, José Américo Bubo…
Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

Moçambique: Anunciada reabertura de mais escolas em Cabo Delgado

A direção provincial de educação em Cabo Delgado anunciou a reabertura de pelo menos 199 escolas, devido à “melhoria do ambiente…