África Subsaariana | Crise | Geopolítica | Notícias

Tshisekedi apela ao não reconhecimento de Kabila

Étienne Tshisekedi apelou ao povo congolês para “não reconhecer” Joseph Kabila como Presidente da República. Kabila recusa-se a abandonar o cargo mesmo depois do seu mandato presidencial ter terminado à meia noite de hoje.

“Lanço um apelo solene ao povo congolês para não reconhecer a autoridade ilegal e ilegítima de Joseh Kabila e a resistir pacificamente ao seu golpe de estado”, referiu o líder histórico da oposição num vídeo no Youtube publicado ontem.

Na manhã de terça feira, havia registo de tiroteios em várias cidades da República Democrática do Congo, nomeadamente em Kinshasa e Lubumbashi. Em Kinshasa, os estudantes da Universidade usaram apitos para protestar contra a manutenção de Kabila no cargo.

De acordo com organizações de direitos humanos, dezenas de protestantes foram detidos pelas forças de segurança congolesas nas últimas 24 horas na sequência das acções de protesto, sobretudo na cidade de Goma.

Para fazer face ao aumento dos protestos, as autoridades bloquearam o acesso às redes sociais e ilegalizaram os protestos de rua na capital Kinshasa.

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo