São Tomé e Príncipe | Sem categoria

STP: EAA diz que acordo assinado com a CEIBA não tem valor jurídico

A EuroAtlantic Airways (EAA) nega a existência de um Memorando assinado entre a sua participada STP AIRWAYS e a companhia equato-guineense CEIBA Internacional, contrariando assim o anúncio do Governo, na pessoa do Ministro Osvaldo Abreu, sobre a assinatura de um acordo que permitirá à transportadora aérea da Guiné Equatorial assegurar, a partir de Outubro, as ligações aéreas entre S. Tomé e a Europa.

Visando esclarecer a opinião pública e os mercados e insurgindo-se mesmo contra o Ministro das Obras Públicas, Osvaldo Abreu, a EAA, maior acionista e gestora da companhia aérea nacional STP AIRWAYS, veio assumir publicamente ser totalmente alheia às declarações e agenda do Ministro.

Através de um comunicado, a companhia faz saber que «considera gravíssimo o que tem sido oficialmente comunicado à imprensa nacional e internacional, não podendo aceitar que o Governo santomense, unilateralmente e sem consulta ao maior accionista, investidor de direito internacional e credor da sua companhia nacional, tenha assinado um Memorando em nome da STP AIRWAYS».

Actualmente detida na totalidade por Tomaz Metello, seu fundador e presidente, na sequência da compra da posição maioritária que pertencia ao Grupo Pestana, a EAA já anunciou que «não deixará de requerer uma avultada indemnização compensatória junto dos Tribunais Internacionais» por considerar estar face a «enormes danos e prejuízos».

Explicando que «esta matéria não foi levada a Assembleia Geral de accionistas pelo gestor nomeado pelo Governo e que os gestores legais Executivos oficializados pelos Estatutos da companhia também não tiveram conhecimento», a companhia acrescenta que o Memorando «não tem nenhum valor jurídico».

 

© e-Global Notícias em Português
Comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Topo