Eswatini: Novo impasse entre o governo e sindicato dos médicos nas negociações sobre horas extras

O Governo e o Sindicato dos Médicos de Eswatini ainda não chegaram ao entendimento sobre a reivindicação da classe médica em relação ao pagamento das horas extras em atraso, entre outubro de 2023 a março deste ano. 

A negociação de sexta-feira (5) não convenceu o sindicato dos cerca de 300 médicos, porque o governo falhou mais uma vez o pagamento dos subsídios que deveriam estar incluídos no salário de junho.

O vice-presidente do Sindicato dos Médicos, Dr Zabenguni Mkhatjwa, citado pelo “The Observar”, disse que o ministério de saúde prometeu pagar até 30 de junho, tendo de seguida pedido para fazer nos dias seguintes, mas a classe já não confia.

Revelou que enquanto não for pago, os médicos não irão trabalhar além do horas estabelecidas no horário de trabalho e isso poderá afectar os hospitais de referência como o de Mbabane, Hlatikhulu, Mankayane, Pigg’s Peak, e os Centros de Saúde de Mkhuzweni, Dvokolwako e Matsanjeni, todos sob gestão do governo.

Esta medida poderá afectar sobretudo o atendimento de emergências da noite incluindo casos de acidentes que necessitem de atenção médica urgente.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *




Artigos relacionados

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Maláui: Brigada Anticorrupção manda prender oito funcionários da Migração por suspeita de corrupção 

Oito funcionários do Departamento da Migração de Lilongue e mais dois civis foram, esta quinta-feira (11), detidos por suspeita de…
Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

Portugal: Aposta na inovação no setor agroindustrial marcou celebração de 15 anos da InovCluster em Castelo Branco

A InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro, uma das mais destacadas instituições no setor, localizada em Castelo Branco,…
Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

Guiné-Bissau: Nabiam acusa Sissoco de pretender eliminar líderes políticos guineenses

O antigo Primeiro-ministro e líder da APU-PDGB, Nuno Gomes Nabiam, acusou, esta quinta-feira, 11 de Julho, o Presidente da República…
Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Moçambique: Actividade Económica continuou fechada na vila de Macomia enquanto FADM justifica a razão da morte de um comerciante local 

Na terça-feira (9) a vila de Macomia, centro de Cabo Delgado, ficou agitada na sequência de uma manifestação da população…