Maior central solar da África Oriental construída no Uganda

A maior central solar fotovoltaica da África Oriental encontra-se na cidade de Soroti, no Uganda. A luz solar nesta região é particularmente forte, o que faz com que estes painéis solares tenham uma capacidade de 10 megawatts, o suficiente para fazer chegar eletricidade a 40 mil famílias, escolas e estabelecimentos de pequenos negócios.

No Uganda apenas 20% dos cerca de 40 milhões de habitantes no país têm acesso à eletricidade nas suas casas ou nos seus negócios. O preço da eletricidade é elevado por isso a opção é muitas vezes o fogo, o carvão ou o gás. A central fotovoltaica estará diretamente ligada à distribuidora de rede elétrica nacional e por isso espera-se uma redução do preço total da eletricidade.

Esta construção foi financiada por investidores do Dubai, França e por fundos europeus em cerca de 18 milhões de euros. O objectivo é fornecer eletricidade aos restantes 80% da população do país nos próximos 10 a 15 anos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *



Artigos relacionados

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

Cabo Verde: PAICV acusa Governo pela "erosão" da liberdade de imprensa

A deputada do PAICV, Carla Lima, observou que a “erosão” da liberdade de imprensa em Cabo Verde “é um facto indesmentível”. Segundo a…
Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

Guiné Equatorial: Vice-Presidente preocupado com desemprego juvenil

O Vice-Presidente da Guiné Equatorial, Teodoro Nguema Obiang Mangue, partilhou a sua preocupação relativamente ao desemprego juvenil no país. Tendo em conta esta situação, falou…
Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Revista de Imprensa Lusófona de 16 de junho de 2021

Em Portugal o “Público” noticia que o “PS lança novo portal que permite pagamento de quotas e adesões online”. De acordo com o…
As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

As primeiras memórias podem começar aos dois anos e meio

Em média, as primeiras memórias que as pessoas podem recordar remontam a quando tinham apenas dois anos e meio de…
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin